Notícias

 


Piso de Madeira

09/02/2012


Instalação de assoalho de madeira maciça.

 Também conhecidos como pisos de tábua corrida, os assoalhos de madeira são opção sofisticada e durável para o revestimento de residências. Produzidos a partir de diferentes tipos de madeira e em dimensões variadas, eles são compostos por uma camada estrutural de madeira maciça.
Desde os anos 1990, esse tipo de revestimento vem sendo cada vez mais utilizado em substituição aos tacos de madeira. O sistema de colocação também foi sendo modificado ao longo do tempo. Antigamente a instalação utilizava barrotes de madeira. Depois se passou a utilizar parafusos e cavilhas para fixação sobre o assoalho.
Com o avanço da tecnologia e a produção de assoalhos de madeira mais estáveis, tornou-se viável a instalação com cola à base de poliuretano (PU), inclusive em pisos com tábuas de até 20 cm de largura. "Esse método de instalação vem sendo bastante procurado por causa da maior agilidade e facilidade de instalação e do melhor resultado estético", afirma Dimas Gonçalves, diretor-executivo da IndusParquet. Ele conta que a instalação com cola permite a colocação de 30 m² de assoalho por dia, praticamente o dobro da velocidade de execução obtida no sistema convencional com parafusos e cavilhas.
O assoalho de madeira costuma ter vida útil longa, que pode chegar a 50 anos. Mas essa durabilidade depende inicialmente de uma correta instalação. Confira a seguir como ocorre a colocação de assoalhos de madeira com cola. No caso desse apartamento em São Paulo, foram utilizadas tábuas de 14 cm de largura.

FERRAMENTAS e EPI´s

Serra circular de meia-esquaria, plaina, furadeira, espátula denteada, haste batedora (para bater a cola), nível de bolha, trena, esquadro, escova, cola bicomponente (poliuretano), solvente (para retirar excesso de cola), aparelho de medição de umidade, martelo e pano para limpeza; luvas, óculos e protetor auricular.

Passo 1
Antes de iniciar a instalação do assoalho é preciso checar as condições do contrapiso, que precisa estar limpo, firme, sem partes soltas, com teor de umidade adequado e sem grandes desníveis. O ideal é que seja executado com camada de regularização composta de cimento e areia no traço 1:3 com pelo menos 3 cm de espessura.

Passo 2
Para fazer a avaliação do contrapiso são realizados alguns testes. Primeiro bate-se levemente com o martelo sobre a superfície para checar se está aderente e compacto.

Passo 3
Em seguida, esfrega-se uma escova de cerdas duras para checar a resistência superficial do contrapiso.

Passo 4
Um teste fundamental a ser realizado antes da colocação dos assoalhos é o de umidade. Para isso, o instalador utiliza um aparelho ligado a dois pregos presos no contrapiso que mede o teor de umidade da superfície.

Passo 5
Concluídos os testes, o instalador deve dar uma vassourada em toda a superfície para retirar eventuais partes soltas, resíduos e poeira.

Passo 6
Antes de iniciar a colocação das peças, marque a altura do assoalho nos batentes das portas. Você pode utilizar a própria tábua de piso para fazer essa medição.

Passo 7
Em seguida, corte os batentes com ajuda da serra. O objetivo é fazer com que o assoalho fique perfeitamente encaixado no vão das portas.

Passo 8
A instalação dos assoalhos é feita com cola, que deve ser aplicada em até 30 minutos depois de misturada. Por isso, as atividades devem ser planejadas. Os recortes necessários para ajustar o piso aos batentes das portas são realizados previamente. Com a ajuda de um lápis e de um esquadro, meça a tábua que deverá ser cortada.

Passo 9
Utilize a serra circular para fazer o corte na área demarcada.

Passo 10
Em seguida verifique se o encaixe do piso junto ao batente ficou perfeito.

Passo 11
Prepare a cola PU misturando os componentes conforme a orientação do fabricante. A cola utilizada nessa obra não contém água em sua composição e foi especialmente desenvolvida para colagens de madeiras de baixa e média densidade, tacos e parquetes.

Passo 12
Após conectar o batedor plástico à furadeira, inicie a agitação mecânica da cola. Misture bem o produto, especialmente o que fica nos cantos do recipiente. Não esqueça que todo serviço envolvendo a mistura e a aplicação da cola deve ser realizado com luvas.

Passo 13
Quando a mistura estiver bem homogênea é sinal de que a cola está pronta para ser despejada sobre o contrapiso. Lembre-se que o tempo "em aberto" da cola (em torno de 30 minutos) pode sofrer alterações de acordo com a temperatura ambiente.

Passo 14
O passo seguinte consiste em distribuir a cola com a ajuda da espátula denteada. Para a aplicação, faça movimentos circulares enérgicos, sempre comprimindo a cola contra o piso.

Passo 15
Fixe a primeira tábua de madeira sobre o contrapiso. Comece a instalação das chapas por uma fileira junto às paredes.

Passo 16
A madeira sofre movimentos de contração e dilatação ao longo do tempo. Por isso, é necessário deixar de 0,5 cm a 1 cm de espaçamento entre o piso e as paredes. Utilize cunhas de madeira para dar esse espaçamento e também para alinhar o piso.

Detalhe
Além da cola, as tábuas são presas entre si por encaixes macho e fêmea.

Passo 17
Continue a colocação das tábuas de madeira encaixando-as umas nas outras e pressionando-as contra a cola.

Passo 18
Utilize a linha para verificar o alinhamento das tábuas de madeira.

Passo 19
Os rodapés são fixados à parede com pregos. Para fazer a colocação desse acabamento, realize pequenos furos na peça com a furadeira.

Passo 20
Em seguida, utilize esses furos para fixar o rodapé à parede. Utilize pregos e martelo.

Passo 21
Após instalar todas as tábuas, verifique o espaço restante para a última fiada.

Passo 22
Em seguida, pegue uma tábua e, após fazer todas as medidas, corte-a com a serra circular no tamanho exato para preencher o vão restante.

Passo 23
Coloque a última fileira de assoalho no vão.

Passo 24
Em seguida, utilize as cunhas para empurrar e encaixar as peças, bem como para dar o espaço necessário para dilatação da madeira. Sem isso podem ocorrer problemas e deformidades no piso.

Passo 25
Após a aplicação do piso, deve-se limpar imediatamente a superfície com solvente, pois a remoção de resíduos de cola fica difícil após a secagem completa. O solvente deve ser desenvolvido para este uso para não danificar a madeira. O ideal é fazer essa limpeza a cada 9 m2 de piso instalado.

Passo 26
O assoalho está pronto. Observe que, na obra fotografada, optou-se por executar o piso linear, sem emendas ou soleiras na passagem de ambientes.



 Matéria Retirada da revista Equipe da obra - Edição 42
 


Fotos Relacionadas


 

Triptyque assina reforma de edifício que produzirá a sua própria energia no Rio de Janeiro
Edifício de 21 andares será o primeiro empreendimento corporativo do Brasil a utilizar painéis fotovoltaicos na fachada para a produção de energia elétrica

CANTEIRO DE OBRAS TAMBÉM É LUGAR DE SAÚDE E BEM ESTAR
CANTEIRO DE OBRAS TAMBÉM É LUGAR DE SAÚDE E BEM ESTAR

Bioconcreto usa bactérias para curar-se sozinho de trincas
O Dr. Alan Richardson criou uma espécie de "bioconcreto", dotado de capacidade de autocicatrização.

PORCELANATO
VEJA...

Bomba hidráulica
Veja quais elementos, incluindo o nível de consumo, determinam a capacidade do equipamento que eleva a água até o reservatório superior de um edifício

Hidráulica para banheiros
Saiba como calcular o comprimento dos tubos e a quantidade de conexões e acessórios para instalações hidráulicas de sanitário

Segurança nas alturas
Conheça os sistemas de proteção coletiva que, em conjunto com os equipamentos de proteção individual, evitam a queda de pessoas e objetos da obra

Instalações elétricas provisórias
Risco de morte ocasionada pela eletricidade faz com que as exigências relacionadas à segurança sejam bastante rígidas e até redundantes. Saiba como evitar acidentes

Produção Organizada
Planejamento da obra requer projeto detalhado do canteiro e levantamento completo das informações acerca de equipamentos, materiais e perfil das equipes que trabalharão em cada etapa

Dúvidas Frequentes

Dúvidas frequentes
A revista equipe da obra do mês de agosto selecionou 50 perguntas sobre materiais, produtos e sistemas construtivos. Esse questionário foi levado para especialistas em cada assunto responderem. A finalidade é mostrar de forma simples e bem-ilustrada como funcionam os principais elementos que compõem uma obra.

Diário de Obra
Diário de obra pode ir além de mero cumprimento contratual e se tornar ferramenta de apoio na gestão da produção

Verificações pré-concretagem
Antes de lançar o concreto é preciso conferir se as fôrmas e os escoramentos estão travados, se os espaçadores, as armaduras e as instalações estão bem posicionadas.

Equipamentos
Conheça os principais cuidados para evitar embates com fornecedores, comprometimento do prazo e gastos desnecessários na locação. E mais: fichas detalhadas com os principais cuidados para sete tipos de equipamentos de canteiro

Cálculo de empolamento e contração do solo
Os volumes de terra medidos pela topografia são diferentes dos que precisam ser carregados no caso de aterros ou cortes no terreno. Confira como calcular a quantidade de caminhões e caçambas em serviços de terraplenagem

Lean Construction

Como calcular combustível para máquinas
Aprenda a estimar o consumo horário de gasolina ou óleo diesel usado nos grandes veículos de obras

Fôrma perdida "quick jet"
Tipo de fôrma perdida que está entrando no Brasil, o quick jet é um material leve que dispensa desenforma, mas seu uso precisa de planejamento prévio.

Piso de Madeira
Instalação de assoalho de madeira maciça.

Fundações com hélice contínua

O mercado de construção vertical ganha uma novidade...
As construtoras estão adequando seus apartamentos com churrasqueiras dentro do imóvel, ou seja, na sacada. Foto: Ed. Residencial Candeias do Bueno da Construtora Canadá O mercado de construção vertical ganha uma novidade churrasqueira à carvão com exaustão eficiente e adequada no quesito lazer. As construtoras estão adequando seus ao uso, garante a sucção da fumaça.

Construção civil contratou 24,9 mil novos empregos ...
O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) registrou crescimento de 0,91% em empregos na construção civil no mês de setembro. O setor criou 24.977 novas vagas no mês.

Mercado busca profissionais cada vez mais qualificados ...
Novos cursos surgem para reduzir o déficit de profissionais capacitados na área. Objetivo é preparar o mercado para obras para a Copa de 2014.

JBS na Batimat.
A Batimat é a maior mostra de equipamentos de construção, materiais e serviços da indústria.

Eleições para o CRECI em 2012
Ilustre Corretor, Próximo ano teremos eleições dos conselhos regionais de corretores de imóveis. Para cada eleição, os conselhos federais baixarão resolução específica para regulamentar a eleição. Segue Resolução 1.128 de 2009 para que fique inteirado sobre como funciona todo o processo eleitoral. Nela constam os critérios para registro de chapa, assim como possibilidades de impugnação etc.

IGP-M de OUTUBRO 2011 fica em 0,53% - Reajuste Aluguel com pagamento em NOVEMBRO fica em 6,95%
O Índice Geral de Preços ? Mercado (IGP-M) variou 0,53%, em outubro de 2011. Em setembro, o índice avançou 0,65%. Em 12 meses, o IGP-M elevou-se 6,95%. A taxa acumulada no ano é de 4,70%. O IGP-M é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.